Burro na sombra

7 01 2010

Fechada a revista, fico uns dias de papo pro ar. Ah, como é bom. Amanhã vou para o interior, dar uma esticada nas pernas, tentar terminar um livro contra o qual estou lutando faz uns meses e assistir uma porção de filmes. A parte dos filmes comecei hoje. Finalmente vou assitir o Star Trek do J.J. Abrams e o Almost the Truth, do Monty Python (o DVD tá 24,90, vale até comprar!).

E, claro, tem quinta temporada de Lost na Globo! Alguém acompanha? Viram que a emissora carioca fez uma cagada federal? No dia da estreia, exibiram um especial que era para resumir a quarta temporada e contextualizar as pessoas para a quinta. Mas, cabeçudos, eles fizeram um resumão da própria quinta temporada! Quem ainda não tinha visto, engoliu spoilers até engasgar. Inacreditável.

Pra quem quer acompanhar a série mas não está por dentro, linko aqui um vídeo-recap muito bom que explica tudo o que você precisa saber para assistir a última temporada – estreia dia 2 de fevereiro se o Obama não confirmar um pronunciamento na TV nesse mesmo dia. Lost é sensacional. É difícil aparecer coisa tão boa na TV, portanto, recomendo!





Feliz 2010

6 01 2010

Feliz ano novo… para as moscas, pq faz tempo que não mexo no blog. Mas estou vivo, trabalhando e louco da vida por não conseguir colocar minha vida on-line em dia. Aproveitei o ano novo para tentar de novo!

Ontem fechei a terceira edição da Mixmag – aquela revista de música eletrônica que estou fazendo. Chega ás bancas daqui uns 15 dias. Se trombarem com ela, dêem uma olhada. Tem a Daniela Mercury na capa, vejam só!

Que mais? Ah, esse ano o JAM completa dez anos de carreira. Vai rolar muita coisa legal. CD novo, etc. Lá pelo meio desse primeiro semestre as coisas devem começar a sair. A turnê de aniversário será grandona também.

Tudo em seu tempo.

Quero voltar com a ideia do podcast tbm. Não só pra falar sobre anime e animesong, mas sobre qualquer assunto que dê na telha. Cultura pop, a maioria. Quero chamar uns amigos para participar, alguém se candidata?

Antes que eu esqueça: DVDs da Focus. Jiraiya saiu com a imagem melhor que o primeiro mas ainda assim pior que a dos outros – muito escura. Pelo jeito, não vai ter recall do box um, o que é uma pena e desrespeito com quem comprou e não gostou. Os do Jaspion e Changeman ficaram jóia. Gostaram dos extras? Os designs feitos pelo Ryu Noguchi e Yutaka Izubuchi são raridades que não mereciam ficar escondidas. Quem cria monstros melhor que essa dupla? Principalmente o Izubuchi, o meu preferido. De National Kid eu acabei não participando. Comprei. Sei lá, só tem uma opção de áudio – a caixa promete duas – e os extras não estão com a dublagem antiga, portanto, não vou comentar muito…

Enfim, estamos na área outra vez. Esse ano promete ser bom. Vamos trabalhar pra isso!





New release

7 10 2009

Vai meio atrasado mesmo: saiu o DVD novo do Jam Project! O show histórico no Budokan está inteiro documentado lá, com mais dois discos de extras mostrando ensaios e a bagunça divertida que foi a Hurricane Tour 2009. Ainda não assisti tudo, mas, putz, o show foi ótimo. Quem curte animesong de primeira não vai se arrepender de dar uma olhada.

51AmYvd5F7L._SS500_

Amanhã, depois de uma maratona de reuniões, arrumo as malas para ir para o Chile. De lá posto as novidades!

Por enquanto, vou assistir o primeiro episódio de Fast Forward, série americana que anda sendo aclamada como “o novo Lost”. Será? Difícil heim… Mas vamos ver qual é. ^^





Nova TV, nova música

5 10 2009

Hoje, domingão (já é madrugada de segunda), fui até a Paulista ver quanto custam as TVs de LCD e plasma. Como estou de mudança daqui um mês (com sorte), quero aposentar a minha TV de tubo velha de guerra e finalmente ter o prazer de usar, pelo menos, um cabo HDMI para assistir DVD (não vou ainda muito com a cara do bluray) com imagem digital. Já tinha umas preferências e dados a confirmar sobre cada modelo. Mas resolvi pedir ajuda. Um consultor da FNAC explicou que as TVs de plasma são mais indicadas para cinéfilos que ainda estão com a vista boa. Isso porque elas têm o tempo de resposta zero. Boiou? Tempo de resposta é a espera, quase imperceptível, entre a exibição dos frames que formam a imagem completa. Quando esse tempo é alto, o fluxo da imagem é prejudicado minimamente, especialmente em cenas movimentadas, o que gera uma sutil truculência na transição de cada quadro no resultado final. 

Enfim, meio que decidi investigar melhor as TVs de plasma. Achava que elas eram piores, mas não. Há alguns anos até eram sim. Mas hoje duram tanto quanto as de LCD, que emitem mais luz, mas têm tempos de resposta geralmente maiores do que 5ms. Vou pesar os lados com calma mais uma vez e me decidir.

IMG0013A 

Amanhã começa mais uma semana cheia de grandes emoções.  Além da correria com a reforma da casa nova, vou gravar uma música nova. Ainda é segredo… Mas até o final da semana acho que já dá pra contar. Fora isso, vou para o Chile participar do Anime Festival com o Endoh e o Kitadani. Terça devo fazer um ensaio das músicas que cantaremos lá. Algumas eu não canto desde a turnê do JAM. Preciso dar uma redecorada nas letras… Essa é sempre a parte mais difícil. 

Ah, pelo jeito o pessoal gostou da música que gravei com o Wada. Quero divulgá-la bastante por aí. Logo mais postarei a versão completa e a letra. Espero fazer cada vez mais parcerias assim, cantando também em português. Ficou bacana a mistura dos dois idiomas, né?





Segunda caixa

30 09 2009

box-2

Peguei hoje o segundo box do Jaspion na Focus. Gostei! Ufa… Depois do bafão com o Jiraiya, rolou uma desconfiaça de toda a segunda leva de DVDs. Mas Jaspion ficou com a mesma qualidade do primeiro box. Tá excelente. Faltou o especial para vídeo que saiu no Japão na época, com os atores principais comentando os melhores momentos da série. Mas não teve jeito: seria preciso fazer outro licenciamento. De extra, tem o final do guia de monstros e vilões, com as ilustrações originais do Ryu Noguchi.

Changeman e (tcha-tchan-tchan-tchan) Jiraiya também estão a caminho. Garantiram que a imagem será melhor – mas, até agora, não há planos de fazer recall do box 1 do Jiraiya.

Estou fazendo os extras dos DVDs de National Kid também. O projeto visual da caixa está muito arrojado – serão prateadas. Muito legal eles lançarem a série completa de uma vez por todas. O problema é conseguir imagens decentes… Material do mascarado é escasso até na Toei, que não mandou coisa nenhuma até agora. Mas ainda temos algum tempo, vamos nos virando…





Nova música: Sem Barreiras

29 09 2009

Tenho uma noidade boa: gravei uma música com o Koji Wada! Foi muito legal. Gravamos depois da turnê do JAM desse ano, pouco antes de eu voltar para o Brasil.Já tínhamos essa ideia faz tempo, mas no vai e vem das coisas acabou só saindo agora. A música se chama Sem Barreiras – Kegarenaki Jidai he – , e é cantada metade em português, metade em japonês, com letra minha e dele nos respectivos idiomas.Vou colocar aqui um preview. Completa, sairá no MySpace do Wada e no seu novo CD que, em dezembro, vai estar também na loja virtual da Amazon disponível pro mundo todo. Espero que gostem! O Wada gosta demais do Brasil. Ele se diz inspirado pelo público daqui a fazer música não só para o Japão, mas para todo o planeta. A internet está aí pra facilitar isso. Esse nosso dueto é um primeiro passo nesse sentido.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "Nova música: Sem Barreiras", posted with vodpod





“Só não te dou outra porque…”

27 09 2009

Tá difícil manter o blog num ritmo aceitável… Mas vou continuar tentando.

Essa capa aí embaixo é um dos motivos que me afastaram daqui no último mês. Estou editando a Mixmag e a SAX Magazine, duas revistas bem legais (e diferentes), mas que dão uma trabalheira e exigem muito tempo. Fora isso, estou me preparando para um show com o Masaaki Endoh e o Hiroshi Kitadani que farei no Chile, dia 10 e 11.

Imagem1

O segundo semestre será agitado musicalmente. Vou fazer uma pancada de shows por aí. Até pro Equador eu vou! Legal, né? Conhecer lugares através de convites para cantar anime songs é talvez o que mais me deixa contente nessa vidinha de meu deus.

Pra agravar as coisas até dezembro, estou de mudança, tocando uma reforminha que de “inha” não tem nada. É ridiculamente pequena, mas está demorando uma eternidade. Fora que me chamam toda hora pra olhar detalhes – o que está certo – mas cansa. Tem vezes que chego lá na obra para ver o parafuso do espelho da tomada…

Não estou reclamando não. Tá tudo bom. Se fosse pra reclamar, diria que o dia podia ter umas horinhas a mais e o Red Bull podia custar mais barato…