Feliz 2010

6 01 2010

Feliz ano novo… para as moscas, pq faz tempo que não mexo no blog. Mas estou vivo, trabalhando e louco da vida por não conseguir colocar minha vida on-line em dia. Aproveitei o ano novo para tentar de novo!

Ontem fechei a terceira edição da Mixmag – aquela revista de música eletrônica que estou fazendo. Chega ás bancas daqui uns 15 dias. Se trombarem com ela, dêem uma olhada. Tem a Daniela Mercury na capa, vejam só!

Que mais? Ah, esse ano o JAM completa dez anos de carreira. Vai rolar muita coisa legal. CD novo, etc. Lá pelo meio desse primeiro semestre as coisas devem começar a sair. A turnê de aniversário será grandona também.

Tudo em seu tempo.

Quero voltar com a ideia do podcast tbm. Não só pra falar sobre anime e animesong, mas sobre qualquer assunto que dê na telha. Cultura pop, a maioria. Quero chamar uns amigos para participar, alguém se candidata?

Antes que eu esqueça: DVDs da Focus. Jiraiya saiu com a imagem melhor que o primeiro mas ainda assim pior que a dos outros – muito escura. Pelo jeito, não vai ter recall do box um, o que é uma pena e desrespeito com quem comprou e não gostou. Os do Jaspion e Changeman ficaram jóia. Gostaram dos extras? Os designs feitos pelo Ryu Noguchi e Yutaka Izubuchi são raridades que não mereciam ficar escondidas. Quem cria monstros melhor que essa dupla? Principalmente o Izubuchi, o meu preferido. De National Kid eu acabei não participando. Comprei. Sei lá, só tem uma opção de áudio – a caixa promete duas – e os extras não estão com a dublagem antiga, portanto, não vou comentar muito…

Enfim, estamos na área outra vez. Esse ano promete ser bom. Vamos trabalhar pra isso!





Heróis judiados #2

3 07 2009

Conversei com a Focus.

Vamos direto ao que interessa:

Cruz: Por que as imagens de Jiraiya estão ruins, com logo do canal Toei Channel e exatamente com a mesma qualidade dos DVDs piratas que rodam por ai?

Afonso: A nossa fonte de imagem veio do Japão. Chegamos a mandar um e-mail para eles questionando a qualidade de imagem de Changeman e, principalmente, do Jiraiya. Mas nos disseram que o motivo é os seriados serem antigos.

Mas a imagem está exatamanete como no material pirata.
Vou checar mais uma vez com a Centauro, o estúdio que mixou o DVD, mas eu garanto que só enviei os áudios para eles, alguns extraidos desses DVDs mesmo, já que nem a pessoa com quem assinamos contrato dos direitos da dublagem possuía mais esses áudios. Agora, em relação á imagem, as pessoas que autoraram o DVD só tiveram acesso ás fitas DV-Cam que a Toei Company mandou. O que está na tela é o que veio do Japão. Mas vou conversar com a Centauro e pressionar mais uma vez as pessoas para me certificar de que não houve mesmo nenhum erro.

E-mail resposta mandado pela Toei, depois de questionados pela Focus sobre a baixa qualidade das imagens de Changeman e Jiraiya:

Dear Milly,

Hope you are well in order.
I answer your question.

I arranged the images of Jiraiya, Changeman and Jaspion by same way.
So these are high quality as much as possible.
Please consider that these titles are old.

Thanks and best regards,

∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞
TOEI COMPANY, LTD.
IKKO KAWAMURA

∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞

Milly Kiung さんは書きました:
Dear Toei Team,
I was asked by our Products Mgr., Afonso Fucci, to let you know that the images that we received for
the 2 above mentioned programs were not of very good quality. The first one we received for JASPION
were very good.
Thank you.
Best regards,
Milly

Semana que vem vou até lá. Devo ter mais alguns detalhes e a resposta do estúdio de autoração que o Afonso vai pressionar. Bom, essa história é igual a morte do Michael Jackson: vamos tentar descobrir o que aconteceu, claro, mas, seja como for, o cara não vai ressuscitar e a Focus não vai relançar o Box 1 com imagem melhor (só, e talvez, se estourar de vender – opinião minha).
Para as segundas partes, que estão sendo produzidas, estou separando bastante material para colocar de extra. Os character design que ficaram de fora de Changeman e Jiraiya entram na parte dois. Estou cavucando mais coisas interessantes para incluir também. Vou comentando aqui a medida que for definindo.





Huge mess!

25 06 2009

Primeiro post pós-Japão. Nada de muito eletrizante para contar. Foi ótimo voltar ao Brasil, rever família, amigos, lugares…

Chegando, já me enfiei no fechamento da SAX 13, que deve sair nas bancas daqui uns 15 dias. Estamos atrasados pacas, mas a edição está ficando jóia. Fiz, por exemplo, uma entrevista com o Gerald Thomas em que ele fala que pensa diariamente em se matar. Quando tiver a capa da edição publico aqui.

Voltei do Japão com uma gripe forte, que vem piorando… Xi… Meu pai me liga todos os dias dizendo que é a gripe suína. Mas não é não. Com tanta coisa pra fazer, tenho que acreditar que não é, né? E, como estou na casa da minha avó esses dias, o meu tratamento aqui é baseado em alguns AS e colheradas de mel.

Ah sim: semana que vem vou na Focus ver o que está pegando. Aproveito pra pegar os boxes de Changeman e Jiraiya. Logo da Toei Channel? Misericórdia… Não pode ser verdade. Vou me colocar a par de tudo, seja pra rir ou pra chorar.

Pro post não ficar sem foto: o Shunji Inoue, dono da Lantis, feliz depois da gravação da música The Guardian, o tema novo de abertura do Mazinger Z.

DSCN0975





Party Days (Solid Vox Fan Tour)

7 06 2009

Acabei de voltar de Fukushima, onde aconteceu nesse final de semana uma viagem com o fã-clube dos artistas da Solid Vox (Endo, Kageyama, Kitadani, Shuhei Kita e Aki Misato). Todo ano tem uma. Durante dois dias, eles fazem um mini-show, gincana, visitam lugares… Como estou no Japão, fui chamado para integrar o time de cantres! Ficamos hospedados numa pousada lindona, bem tradicional, no meio das montanhas.

DSCN1021

Saimos de Tóquio com toda a caravana e chegamos lá para o jantar. Mas, antes de comer, rolou um mini-live em que um tinha que cantar a música do outro. Cantei a abertura de Abaranger e fiz um monte de palhaçadas com eles no palco, como sempre acontece. Depois de comer e beber bastante, dividimos os fãs (uns 150 no total) em seis grupos, cada um representado por um dos artistas, para uma gincana. Primeiro rolou um jogo de mímica. Depois tivemos que passar amendoins de uma colher para outra, em fila. Ganhava quem conseguisse levar mais amendoins até o final. Fiquei em segundo lugar! O Kitadani levou a medalha de ouro! ^^ A única mímica que ele não conseguiu fazer foi a de “professor de inglês”. Também pô!

DSCN0996

A noite, fomos até o onsen, as famosas fontes termais do Japão. Uma espécie de lago com água aquecida naturalmente, que sai fervendo de dentro da crosta a partir alguns pontos do solo. Essa água carrega propriedades minerais que aliviam o cansaço e fazem bem para a pele. Eles ficaram escaldados por uma hora. Eu achei quente demais. Não estou acostumado. O Kageyama quase delirava de prazer. Japonês frequenta onsen desde pequeno, por mais que o tempo esteja quente, eles ficam imersos lá dentro, numa temperatuda de 40 graus, por horas se deixar. Não aguentei mais do que uns dez minutos…

DSCN0998

DSCN1000

De bucho cheio e banho tomado, fomos para um outro ambiente, decorado como se fosse um festival típico, tipo a nossa festa junina. Dançamos ao ritmo do taikô – tambor – a dança bon-odori, quase um ritual folclórico. Foi difícil pegar os passos no início, mas depois engatou. Em seguida, cada um de nós seis tinha que ficar numa tenda brincando de vender alguma coisa. Eu virei o “tio dos salgadinhos”. Mandaram fazer umas placas escrito: “quitutes brasileiros! Uma delícia”! Muito legal, ainda mais porque os salgadinhos ali de brasileiros não tinham nada.

DSCN1014

DSCN1015

Terminado o festival, nos separamos dos fãs, que foram para o onsen ou dormir. Junto com os staffs, madrugamos bebendo sakê. Fui dormir as quatro e tive que acordar hoje ás 7h30… Queria assistir o Shinkenger, que passa nesse horário, mas estava tão enjoado que nem sai da cama… Me ferrei.

Depois do café da manhã, fomos com todo mundo visitar a fábrica da cerveja Asashi, uma das mais famosas daqui. Em seguida, aconteceu a esperada competição de “quem faz o melhor kare?”. Kare é um molho grosso a base de curry com cenoura e carne – porco, ave ou vaca. Eles comem isso aqui como nós comemos arroz e feijão aí.

Nos dividimos em dois times: Kitadani, Misato e Kita VS Kageyama, Endo e eu. Foi uma luta, ninguém do meu grupo sabe cozinhar direito. Eu menos ainda. Sugeri colocar Tabasco pra dar um “tchans”, mas o Kageyama preferiu maçã ralada. Realmente, a maçã dá uma quebrada no gosto forte do curry. Quando terminamos, os kares foram servidos aos fãs, que tiveram que escolher o mais gostoso. E… tcharãaan… o vencedor foi o nosso! Banzai!

DSCN1027

Na volta pra Tóquio, nos separamos em duplas em três ônibus e passamos o trajeto todo conversando com todo mundo. Deu pra se divertir pacas. Mas, putz, changando aqui no hotel tô vendo que estou cansado pra caramba. Enquanto você está empolgado fazendo as coisas o cansaço não aparece muito, mas depois que termina, parece que seu corpo foi coberto com uma camada de chumbo.

DSCN1005

Amanhã tem outra gravação do JAM. Dessa vez é uma surpresa bem legal, especialmente para os brasileiros. Ainda não posso contar do que se trata, mas garanto que todo mundo vai gostar.

Oyasuminasai! ^^





TAIWAN Banzaaaaai!

1 06 2009

Quase, quase!!, eu não vou pra Taiwan fazer os dois shows da turnê Hurricane, do Jam Project. No aeroporto, faltando uma meia hora para a gente embarcar, vejo uma aglomeração de staffs do show e funcionários da companhia aerea olhando o meu passaporte. Nessa hora já percebi que boa coisa não era. Eu não tinha visto para ir pra Taiwan. Como o pessoal da gravadora me disse, antes de ir pro Japão, que a parte burocrática toda da viagem pra lá seria resolvida por eles, não me preocupei e só tirei o visto japonês. No final, não tive como embarcar…

Isso foi na sexta. Sábado eu e os funcionários da Lantis nos desdobramos como deu pra conseguir o maldito visto. Achei que não ia rolar. Nunca vi um visto sair no mesmo dia. Mas saiu, em dua horas! Alívio total. Cheguei lá no sábado.

image1

Os dois shows foram muito bons! Os fãs de lá são muito animados. Aprendi até umas palavrinhas em chinê: xêxê (obrigado), gadjan heppan (“muito bom” ou, claro, “tá foda”). A pronúncia é tão complicada, que algumas frases acho que as pessoas fingiam que entendiam e aplaudiam, porque dava pra perceber a sensação de “whatafuck” na cara de cada um! Prometi estudar mais pro ano que vem.

image

Depois do último show fomos comemorar, claro! E com muito sakê, claaaaro! Gostei demais da bebida tradicional deles, o Shokoshu. Não é bem deles, é mais tradicional mesmo na China. Enchemos a cara e demos muitas risadas. Pena que quase tudo que eles comem vem do mar… Eu, que não como nada disso, ficava esperando ansioso por alguma carne ou mesmo uma saladinha sem camarão. Do que comi, tudo estava delicioso.

311-1

De volta a Tóquio, essa semana tem gravação da música nova do JAM: o próximo tema de abertura do novo anime do Mazinger Z, que já está no ar aqui. Essa série é dirigida pelo Yasuhiro Imagawa, dos OVAs do Robô Gigante. Tenho alguns amigos que adoram o cara. Vou tentar assistir quando começar.





JAM Live in Niigata + Novo filme dos Riders

25 05 2009

O primeiro show que participei com o JAM foi um sucesso! Ah… Haja nervosismo. Não tem jeito: sempre antes de entrar no palco rola uma tensão. Ainda mais no primeiro show. Mas deu tudo certo. O público de Niigata é bem diferente do de Tóquio. Ele são… hum… mais contidos, talvez. É outra reação, não menos empolgante.

Devo ao pessoal de Niigata a recuperação da minha alegria de viver, depois de ter perdido o envelope onde estava quase toda a grana que trouxe do Brasil pra gastar aqui… O trolha que vos escreve colocou o tal do envelope dentro da pasta com as letras das músicas. Devo ter andado pra algum lugar e, no caminho, pimba!, caiu por ai. Fiquei deprimidão quando percebi o que tinha acontecido. Mas depois de pular muito no primeiro show, o público me devolveu a energia que esse episódio me sugou! Arigatô!!

É… Não que eu ainda não esteja puto comigo mesmo, mas estou bem melhor.

endoh2

Hoje fui com a Mishio Suzuki assistir a conferência de imprensa dos novos filmes do Shinkenger e do Kamen Rider Decade! Olha, vou dizer uma coisa, o evento foi preparado com tanto cuidado que conseguiu me seduzir. Deu vontade de assitir os dois filmes. Principalmente, claro, o dos Riders, que comemora os dez anos da nova franquia, da era Heisei, pós 2000, e tenta realizar o feito de reunir todos os motoqueiros com o mínimo de coerência de roteiro – já que os Riders até o RX (+ J, ZO e Shin) habitam um universo diferente dos novos.

Se bem que, na boa, isso é o de menos. O Decade, que passeia pelos mundos de todos os Riders, é a desculpa para se amarrar tudo. Que seja. Só peço uma história legal, sem crianças, e porrada da boa, o que, a julgar pelo trailer que passaram lá, está garantida!

Como sempre acontece nessas conferências para a imprensa, rolou uma encenação ao vivo com os Riders e Shinkengers transformados. Eu quase pulei da cadeira quando o Kamen Rider Black surgiu ao som da música de abertura da série. Foi fantástico. Em seguida, o Tetsuo Kurata, ator que fez o Issamu Minami, também apareceu – ele também vai estar no filme. O cara deve dormir num tubo de ensaio gigante cheio de formol – ou é a maquiagem, mais provável -, porque ele está (tirando uma ruga ou outra) igualzinho.

Esse filme promete mesmo. O Shadow Moon vai ressuscitar e muitos, mas muitos, vilões antigos aparecerão. O diretor, Osamu Kaneda, comentou que há uma cena com centenas de monstros! Quinhentos, se eu entendi bem.

Riderok

Quando o filme estrear, dia 8 de agosto, já não vou estar mais aqui. Só vou poder assitir quando sair em DVD. Que triste…





Pimba na gorduchinha… pra bem longe!

12 05 2009

O Forasta resume bem as coisas. Peguei um trecho do último texto do blog dele, falando mal de futebol e dos esportes em geral. Assino embaixo. É ou não é?

Até entendo que adultos possam se interessar por praticar algum esporte – os homens precisam se agarrar à infância de alguma maneira. O que não entra na minha cabeça é essa coisa de torcer para um time, ou um atleta, e ficar assistindo à coisa toda pela TV, lendo cadernos de esporte, discutir a respeito e não perder um Cartão Verde. É absurdamente chato, estúpido, perda de tempo.

E…

E a Copa que se aproxima? Quando chegar a hora vou estar na casa de alguém tomando cerveja, comendo batatinha e torcendo pelo Brasil. Passa mais rápido.

Depois leiam o artigo todo que vale a pena.





Financiando a obra de Deus

22 04 2009

Esses dias tô sem o que postar. Estou mais empenhado em colocar o sono em dia do que fazer qualquer outra coisa…

Antes de ir, deixo vocês com o Edir Macedo pedindo esmola pra manter o portal dele no ar. É inacreditável. Como diria o Caco Antibes: “não há mais degraus a descer…”.

Arca Universal

Gostaria de dividir com os internautas da Arcauniversal e, especialmente, do meu blog, um assunto extremamente sério.

Como vocês estão vendo, estamos disponibilizando, cada vez mais, material, não só para o crescimento espiritual dos nascidos de Deus, como também tentando ajudar aqueles que o querem.

Daí, a razão dessa mensagem.

Aqui vão as despesas mensais com o site do Arca Universal:

– Hospedagem de Servidores
– Salário dos Funcionários
– Serviço de Imagens
– Luz/Água/Telefone + Gastos Administrativos

Em um Total de Custos de: R$ 107.622,00

Se você já tem sido meu auxiliar no rádio, não quero colocar mais um peso sobre você. Caso contrário, gostaria de pedir sua participação nesse trabalho evangelístico via internet. Se você tem sido beneficiado nesse trabalho e deseja participar do mesmo, você pode ajudar com um pouco que somado a outro pouco vai ajudar a pagar as despesas.

Se o Espírito Santo lhe tocar para nos ajudar a carregar essa responsabilidade, então faça sua doação da seguinte forma:

Através de nosso site, clicando neste link: http://www.arcauniversal.com.br/doacoes ou, se você preferir, por meio de depósito bancário em nome da Igreja Universal do Reino de Deus:

Bradesco

Agência: 3396-0

C/C: 0240-2

Banco do Brasil

Agência: 3221-2

C/C: 1257-2

Publicado por Edir Macedo





Casório

19 04 2009

Hoje fui ao casamento do Rick, amigão meu e vocalista da banda Anirox.

A cerimônia foi na igreja da Puc, aqui perto de casa. Como acabei de mudar e quase nunca uso roupa social, peguei o figurinho emprestado do meu tio. Ficou tudo meio largo, mas deu certo. Lembrei daquele episódio do Chaves em que o Seu Madruga herda as roupas do tio Jacinto…

na-igreja2

Em seguida, a festa! Muito boa. Estava na mesa com a Verônica e o Edu, da J-Squad. Rimos muito e não paramos de cantar, pra variar. As pessoas ao redor as vezes olhavam sem entender muito porque a gente cantarolava mais do que conversava. Mas é sempre assim. E fiquei pensando: a música também comunica. Brincar de fazer hamonias vocais com um amigo é tão papo quanto falar o que você fez ontem, só que numa esfera diferente. E o Du e a Vê são ótimos parceiros de conversas musicais.

Também encontrei o Felipe, da Anirox e braço direito na banda que quero montar. Ele estava lá pra trabalhar: tocou benzão com a sua banda Gold Members. O auge do set-list foi a versão groovada de Eguinha Pocotó e Tô Ficando Atoladinha. Nem tente imaginar . Só vendo e ouvindo. Em segundo lugar, ficou a nota agudíssima de Galopeira – Chitãozinho & Xororó – que o Felipe segurou por uns 20 segundos. Canta muito o moleque!

na-igreja

Enquanto eles tocavam, whisky, cerveja e vinho liberados. Bebi pouco, mas dei uma mareada… Na saída, A Vê, o Du (que não beberam nada) e eu ficamos cantando Rescue Fire na rua, enquanto buscavam o carro. Bom, melhor do que Hero, da Mariah Carrey, que foi a última arma do DJ pra expulsar o pessoal.

Felicidades ao Rick e a sua esposa Fernanda!





Mofo!

17 04 2009

kamui

Esse é o Kamui. Fã de tokusatsu e perceiro na Yamato. Olha a cara de feliz dele no trajeto de volta da Focus Filmes, na quinta-feira. O box do Jaspion está quase pronto. As fitas master que o Toshi escavou num porão onde as deixou guardadas por mais de uma década estavam num estado não muito apropriado para o uso… Mofando mesmo. As do Changeman estavam pior. Alguns rolos estavam tão brancos que dava a impressão que a fitas magnéticas virariam pó no primeiro vento mais forte.

Diante do cenário desanimador, estava quase pegando as VHS, quase tão mofadas quanto, e contatando amigos que gravaram as séries na TV pra ter um plano B. O box do Perdidos no Espaço, se não me engano, precisou da ajuda dos fãs para resgatar a dublagem. Com Jaspion e Changeman ia ser a mesma coisa, até que ligaram do estúdio dizendo que sim, dava para extrair o áudio. Ufa!

Mas não está fácil. Eu não sabia: a fonte mandada do Japão pela Toei, em beta digital, corre num tempo diferente que o material analógico, onde está a dublagem. Coisa de frações de segundo. É imperceptível para quem assiste, mas suficiente para dessincronizar a boca dos personagens e o som. O jeito, e isso é usual segundo eles, foi ajustar pedaço por pedaço. As vezes, fala a fala! Isso no caso do Jaspion. Changeman tá melhor.

Ah: no box dos Changeman vai entrar uma galeria de monstros e vilões com os desenhos do Yutaka Izubuchi, o character design da série. Tem uma amostra das ilustrações dele no blog Robô Gigante. Vê lá. Na minha opinião, ele é o melhor criador de vilões do tokusatsu. Disparado.





Burn!

16 04 2009

Pô!

Minha mãe passou uma calça minha esses dias e só não percebeu que o meu passaporte estava no bolso. Só. Resultado: essa foto aqui.

passaporte

Quem paga o pato soy yo. Tenho que, pra ontem, reunir uma caralhada de documentos, marcar hora na Polícia Federal, pagar taxa abusiva, ir até a pqp, esperar um tempão pra ser atendido por aquela gente bacana e rezar pro novo passaporte chegar a tempo de eu ir até o Consulado tirar o visto. Bom, tempo vai dar. Mas o saco periga estourar.

Essa semana faço um ensaio preliminar das músicas do set-list do show do JAM. As principais, claro, são Sempre Sonhando e Rescue Fire. A primeira porque fiz a letra e a outra porque é o meu primeiro tokusatsu song! Mas, putz, Rescue Fire é altona! O Kageyama podia ter feito meio tonzinho abaixo… Mas que nada. Dá-lhe gogó! ^^





Deu na Folha

7 04 2009

Esqueci de comentar aqui: sai na Folha de São Paulo há umas duas semanas. Alguém viu? O gancho foi o lançamento do Jaspion em DVD.

Fui falando sobre tokusatsu, que Jaspion fracassou no Japão, etc… O assunto evoluiu pro Japão e acabei contando que canto e gravo com o JAM. Quem me entrevistou foi o Ivan Finotti, sou fã dele, que escreveu a biografia do Zé do Caixão junto com o Andre Barcinski. Ele adorou a história e colocou esse extra sobre a minha carreira no jornal.

foto-0043

Não é uma grande foto, mas dá pra ler a chamada.

No mundo real, sigo traduzindo Bleach e aumentando as olheiras. Hoje traduzi um episódio dos Changeman para o DVD BOX. Fiz “O Anjo do Planeta Meril”, alguém lembra? Fato curioso: os episódios de Changeman duram uns quatro minutos a menos que os de Jaspion. Não sei se são todos. Mas esse terminou em 19 minutos e tanto. Os do Jaspion, normalmente, fecham em 23, 24.

Ah, pergunta pros fanáticos: alguém tem uma boa sugestão de adaptação do nome do Giluke?
Está ficando Girook, que nos pareceu a mais correta. Adaptar grafia japonesa pro alfabeto romano é fogo.

Agora a noite, fiz um sarau com o Rodrigo, amigo de Perdizes, pra tentar compor alguma coisa. Mas é foda, ele sempre termina tocando Los Hermanos (ugh)!

foto-0041





Respondendo as dúvidas

11 03 2009

Ansiosos pelo lançamento do Jaspion? Eu estou. Aproveito o frenesi pra responder algumas perguntas que fizeram nos comentários. Vamos lá:

E o boneco? Sai quando?

Junto com a lata, só com a lata, em abril.
A lata acompanha algum livreto?
Não, infelizmente.

Como vão ser os DVDs da lata?
A princípio será o digistak, o que vem dentro do box, sem o invólucro. Mas isso ainda está sendo decidido.

A Focus não tem os direitos da dublagem?

Tem sim. Estão assinando o contrato com o Toshi esses dias, imagino. Eles demoraram para fazer isso, por isso que o Toshi disse que ainda não estava nada definido. Quando a informação chegou á internet, a coisa ganhou ares dramáticos e tal. Mas está tudo sendo resolvido. Vai ter a dublagem em português da Álamo.

Legenda?
Vai ter legenda com tradução direto do japonês, que na prática não muda tanto. A questão é a adaptação dos nomes. O que vocês preferem? Satan Goss ou Satan Gorth? Mac Garen ou Mad Galant? Paregonta ou Kabegonta? Por ai vai…
“Juspion” não vai dar pra usar, nem pensar, hehehe.

Extras?
No primeiro box vai ter comentários em áudio e, se der tempo, uma galeria com os desenhos originais de monstros e personagens do Ryu Noguchi.
Estou bem por fora da questão de preço, pré-venda, etc. A Focus deve divulgar isso em breve. Se é que já não divulgou.
Acho que é isso, por enquanto.





Imagem final do DVD Box do Jaspion

10 03 2009

Saiu a versão difenitiva do Box (lembrando: vai sair box e lata). O formato do Box será o digistak: mais fino, com os discos em cases menores, que você folheia como se fosse um livro. Aí vão, em primeira mão, as imagens. Ficou preza, diz ai?

1
A imagem de cima é o invólucro do case com os cinco discos, aqui em baixo.

2





DVD nacional de Changeman em maio!

10 03 2009

changeman_grupo

Hora de anunciar o próximo lançamento de tokusatsu da Focus: Esquadrão Relâmpago Changeman.

A série nem saiu no Japão ainda. Está prevista para junho. Aqui, a idéia é sair em maio. Se tudo correr nos conformes, teremos Changeman digital antes dos japoneses. Que moral! Claro que tudo depende do ritmo da produção, timing de envio do material do Japão, etc. Mas, pô, nem que atrase para junho. Estamos bem na fita e isso me deixa muito feliz.

O Brasil é foda. Além de ser o país que mais recebe cantores de anime songs fora o Japão, estamos caminhando para nos tornar um dos paises que mais lança tokusatsu em DVD. Os EUA e a Ásia ganham ainda. Mas só de estarmos no ranking é motivo para comemorar. O mercado de DVD anda bastante doente faz tempo.

Uma ótima notícia pra esse começo de semana!





Gravando o pânico

18 02 2009

rec_movie_poster2Finalmente! Hoje saiu [Rec] em DVD. Fui correndo alugar.

Tô doido pra ver. Vi o trailer umas cem vezes, mas perdi quando o filme ficou em cartaz nas poucas salas onde foi exibido em SP.

Gosto muito de terror. Sou fã de Nosferatu, da Hammer, de alguns da Universal, dos zumbis do Gorge Romero…

Rec é bem diferente de tudo isso. Vai para um lado mais Bruxa de Blair, que também acho muito bom (o 1). É apresentado como se fosse real, tem ritmo real. Vemos as coisas através da câmera tremida do cinegrafista de TV que vira vítima, junto com a repórter e um grupo de bombeiros, de uma bizarra ocorrência num prédio. Não vou contar muito, até porque fiz questão de não fuçar antes de ver. Quem gosta dessas coisas aluga ai e depois me conta o que achou.

Deve dar um medão. Ia ver agora, mas tô sozinho aqui e, sei lá, é foda…





Eric Martin Vs Masaaki Endo

12 02 2009

Quem leva?





Tava pensando hoje com os meus botões…

10 02 2009

– Vcs viram a cena de abertura do primeiro capítulo do Kamen Rider Decade? Putz, a idéia é legal e tal, mas que efeitos são aqueles? Constrangedores demais. Preferiria mil vezes ver um monte de maquetes de brinquedo caindo pela pedreira do que aquela computação gráfica novela das 8.
Pra quem não viu, tá aqui:

Não vi mais nada além disso. Espero que a série preste. Ah, e que musiquinha ruim a da abertura, heim? Gackt? Blergh!

– Tô atrás de gente pra formar uma banda. Queria reunir uma molecada com talento e vontade de fazer um puta som. Pouca grana no começo, mas várias possibilidades ao longo do percurso. Alguém? (ricardosbcruz@gmail.com)

– O bilhete unitário do metrô, em SP, foi pra R$ 2,55. Palhaçada total!

– Alguém sabe quando [Rec] sai em DVD? Não acho em lugar nenhum…

– Fiz uma reunião hoje sobre o DVD do Jaspion. Os japoneses estão enrolando como sempre na parte burocrática e o lançamento periga atrasar mais… Saco, né?

– O JAM vai gravar logo mais a abertura do novo Tomica Hero Rescue Force! Será que isso vem pro Brasil?





Feliz 2009

1 01 2009

Dar risada, comer bem, só dar importância ao que for mesmo importante, não se estressar de bobeira, se meter de cabeça nas coisas que você quiser fazer, contemplar a natureza, ganhar uma graninha, assistir uns bons filmes, ouvir boa música, ler uma pá de livros, dar uns beijos por ai, trocar idéia com os amigos de verdade, beber cerveja, viajar, cantar…

Esses são alguns dos meus votos para para 2009!

Feliz ano novo!





Celular fica mudo no primeiro dia do serviço nos túneis do metrô de SP

30 05 2008

O Metrô anunciou que a partir de desta sexta-feira (30) os celulares funcionariam normalmente, mas o sinal de telefonia móvel não deu sinal de vida nos túneis para os usuários que tentaram falar pelos seus aparelhos nos vagões da linha Verde, nas estações Paraíso, Chácara Klabin, Imigrantes e Alto do Ipiranga.

Segundo a assessoria do metrô, apenas nas estações foi possível fazer e receber ligações, ainda assim com certa dificuldade, já que muitas chamadas não se completaram, ou o sinal caía com freqüência.

As assessorias de imprensa das operadoras Claro, Tim e Vivo, responsáveis pelo serviço, afirmaram que o motivo das falhas ainda está sendo averiguado.