Party Days (Solid Vox Fan Tour)

7 06 2009

Acabei de voltar de Fukushima, onde aconteceu nesse final de semana uma viagem com o fã-clube dos artistas da Solid Vox (Endo, Kageyama, Kitadani, Shuhei Kita e Aki Misato). Todo ano tem uma. Durante dois dias, eles fazem um mini-show, gincana, visitam lugares… Como estou no Japão, fui chamado para integrar o time de cantres! Ficamos hospedados numa pousada lindona, bem tradicional, no meio das montanhas.

DSCN1021

Saimos de Tóquio com toda a caravana e chegamos lá para o jantar. Mas, antes de comer, rolou um mini-live em que um tinha que cantar a música do outro. Cantei a abertura de Abaranger e fiz um monte de palhaçadas com eles no palco, como sempre acontece. Depois de comer e beber bastante, dividimos os fãs (uns 150 no total) em seis grupos, cada um representado por um dos artistas, para uma gincana. Primeiro rolou um jogo de mímica. Depois tivemos que passar amendoins de uma colher para outra, em fila. Ganhava quem conseguisse levar mais amendoins até o final. Fiquei em segundo lugar! O Kitadani levou a medalha de ouro! ^^ A única mímica que ele não conseguiu fazer foi a de “professor de inglês”. Também pô!

DSCN0996

A noite, fomos até o onsen, as famosas fontes termais do Japão. Uma espécie de lago com água aquecida naturalmente, que sai fervendo de dentro da crosta a partir alguns pontos do solo. Essa água carrega propriedades minerais que aliviam o cansaço e fazem bem para a pele. Eles ficaram escaldados por uma hora. Eu achei quente demais. Não estou acostumado. O Kageyama quase delirava de prazer. Japonês frequenta onsen desde pequeno, por mais que o tempo esteja quente, eles ficam imersos lá dentro, numa temperatuda de 40 graus, por horas se deixar. Não aguentei mais do que uns dez minutos…

DSCN0998

DSCN1000

De bucho cheio e banho tomado, fomos para um outro ambiente, decorado como se fosse um festival típico, tipo a nossa festa junina. Dançamos ao ritmo do taikô – tambor – a dança bon-odori, quase um ritual folclórico. Foi difícil pegar os passos no início, mas depois engatou. Em seguida, cada um de nós seis tinha que ficar numa tenda brincando de vender alguma coisa. Eu virei o “tio dos salgadinhos”. Mandaram fazer umas placas escrito: “quitutes brasileiros! Uma delícia”! Muito legal, ainda mais porque os salgadinhos ali de brasileiros não tinham nada.

DSCN1014

DSCN1015

Terminado o festival, nos separamos dos fãs, que foram para o onsen ou dormir. Junto com os staffs, madrugamos bebendo sakê. Fui dormir as quatro e tive que acordar hoje ás 7h30… Queria assistir o Shinkenger, que passa nesse horário, mas estava tão enjoado que nem sai da cama… Me ferrei.

Depois do café da manhã, fomos com todo mundo visitar a fábrica da cerveja Asashi, uma das mais famosas daqui. Em seguida, aconteceu a esperada competição de “quem faz o melhor kare?”. Kare é um molho grosso a base de curry com cenoura e carne – porco, ave ou vaca. Eles comem isso aqui como nós comemos arroz e feijão aí.

Nos dividimos em dois times: Kitadani, Misato e Kita VS Kageyama, Endo e eu. Foi uma luta, ninguém do meu grupo sabe cozinhar direito. Eu menos ainda. Sugeri colocar Tabasco pra dar um “tchans”, mas o Kageyama preferiu maçã ralada. Realmente, a maçã dá uma quebrada no gosto forte do curry. Quando terminamos, os kares foram servidos aos fãs, que tiveram que escolher o mais gostoso. E… tcharãaan… o vencedor foi o nosso! Banzai!

DSCN1027

Na volta pra Tóquio, nos separamos em duplas em três ônibus e passamos o trajeto todo conversando com todo mundo. Deu pra se divertir pacas. Mas, putz, changando aqui no hotel tô vendo que estou cansado pra caramba. Enquanto você está empolgado fazendo as coisas o cansaço não aparece muito, mas depois que termina, parece que seu corpo foi coberto com uma camada de chumbo.

DSCN1005

Amanhã tem outra gravação do JAM. Dessa vez é uma surpresa bem legal, especialmente para os brasileiros. Ainda não posso contar do que se trata, mas garanto que todo mundo vai gostar.

Oyasuminasai! ^^





JAM recording

4 06 2009

Gravação! Passamos o dia todo em estúdio gravando a música nova do JAM. Amanhã vamos colocar os coros e sé-fi-ni!

Cantar da muita fome! Acabei de gastar 1000 ienes na loja de conveniência aqui do lado num monte de porcarias… Sempre volto gordo do Japão, não tem jeito!

kage

Kageyama, liderando a cambada na gravação!





Let´s and Go!!

3 06 2009

Estou acordando tarde. Acho um desperdício, mas não tem jeito. De dia faço o que preciso fazer aqui com o Jam e, de madrugada, tenho que escrever e editar a SAX, que está fechando… Ontem combinei com o Kageyama de ir junto na gravação que ele tinha marcada do tema de um jogo on-line da série Let´s And Go!, anime baseado em brinquedos de mini carros de corrida, cuja maioria das músicas ele cantou lá pelo final dos anos 90.

Imagem1

Ele ficou de passar aqui ao meio dia e eu acordei ao… meio dia! E com ele ligando: “já estou aqui, desce!”. Putz! Enfiei uma calça, puxei uma camiseta, joguei um boné na cabeça pra esconder o cabelo estilo Beakman e fui, cambaleando. Terrível.

833-1

A gravação foi ótima! No final, acabei participando também! Eu disse para o diretor que uma harmonia no refrão cairia bem e ele interpretou que eu estava querendo fazer. “Por favor, vá lá e cante! Seria muito legal”! Tomei um puta susto. Não estava preparado pra isso. Mas, quem sou eu pra dizer não? Quanto mais experiência melhor. Fui lá e fiz. Que honra!
Agora, a coisa foi tão rápida que nem lembro mais da melodia. Sério! Agora só vou lembrar como é a música de novo quando receber a versão pronta.





TAIWAN Banzaaaaai!

1 06 2009

Quase, quase!!, eu não vou pra Taiwan fazer os dois shows da turnê Hurricane, do Jam Project. No aeroporto, faltando uma meia hora para a gente embarcar, vejo uma aglomeração de staffs do show e funcionários da companhia aerea olhando o meu passaporte. Nessa hora já percebi que boa coisa não era. Eu não tinha visto para ir pra Taiwan. Como o pessoal da gravadora me disse, antes de ir pro Japão, que a parte burocrática toda da viagem pra lá seria resolvida por eles, não me preocupei e só tirei o visto japonês. No final, não tive como embarcar…

Isso foi na sexta. Sábado eu e os funcionários da Lantis nos desdobramos como deu pra conseguir o maldito visto. Achei que não ia rolar. Nunca vi um visto sair no mesmo dia. Mas saiu, em dua horas! Alívio total. Cheguei lá no sábado.

image1

Os dois shows foram muito bons! Os fãs de lá são muito animados. Aprendi até umas palavrinhas em chinê: xêxê (obrigado), gadjan heppan (“muito bom” ou, claro, “tá foda”). A pronúncia é tão complicada, que algumas frases acho que as pessoas fingiam que entendiam e aplaudiam, porque dava pra perceber a sensação de “whatafuck” na cara de cada um! Prometi estudar mais pro ano que vem.

image

Depois do último show fomos comemorar, claro! E com muito sakê, claaaaro! Gostei demais da bebida tradicional deles, o Shokoshu. Não é bem deles, é mais tradicional mesmo na China. Enchemos a cara e demos muitas risadas. Pena que quase tudo que eles comem vem do mar… Eu, que não como nada disso, ficava esperando ansioso por alguma carne ou mesmo uma saladinha sem camarão. Do que comi, tudo estava delicioso.

311-1

De volta a Tóquio, essa semana tem gravação da música nova do JAM: o próximo tema de abertura do novo anime do Mazinger Z, que já está no ar aqui. Essa série é dirigida pelo Yasuhiro Imagawa, dos OVAs do Robô Gigante. Tenho alguns amigos que adoram o cara. Vou tentar assistir quando começar.