Abrindo as gavetas

30 08 2008

Meus pais moram no interior, em Indaiatuba – fica a uns cem quilômetros de SP. Quase todos os finais de semana vou pra lá, curtir ar puro, conversar com a família, ver os cachorros, etc. É na casa dos meus pais que fica praticamente toda a minha coleção de livros, revistas e VHS de tokusatsu, que acumulei ao longo da vida. Quando era mais moleque, eu corria atrás pra valer desse tipo de material. Vasculhava os bairros de São Paulo procurando locadoras e livrarias japonesas em busca de raridades (tem histórias muito engraçadas, vou postar aqui outra hora). Era muito divertido! Parecia uma caça ao tesouro, sendo que esse tesouro era quase sempre uma fita de vídeo praticamente mofada com alguns episódios de um seriado dos anos 80, em japonês, sem legenda e com a imagem muito desgastada, quase inassistível. Mas a chegada da internet e dos DVDs oficiais, no Japão, acabou com a minha brincadeira. Hoje tá tudo aí, fácil, perfeito. Nem me lembro mais de quando foi a última vez que vi algum seriado com a imagem tremida ou chuviscada. Nunca mais mexi no tracking!!

Bom, dei toda essa volta porque realmente lembrei disso tudo no último final de semana, quando fui pra Indaiatuba e revirei gavetas e arquivos beeeem antigos. Fazendo isso, achei no bolo a minha coleção de revistas Oriental Cinema! Alguém já ouviu falar? Era uma publicação americana sobre séries e filmes orientais (dã!!). Falava em profundidade sobre desde de filmes de Kung Fu (aliás, esse era quase o prato principal da revista) até tokusatsu. Essa é daquelas revistas/ fanzine que eram bem comuns nos anos 90, impressas em off-set, mal diagramadas e cheias de texto. Na boa, tem muita informação ali. Na mesma gaveta, encontrei a Markalite, outra publicação gringa, mais ou menos nesse mesmo estilo, com textos do Bob Johnson e August Ragone, dois especialistas célebres sobre o assunto nos EUA (o Bob Johnson lançou um livro sobre a vida e obra do Eiji Tsuburaya). Na época em que comprei essas coisas, era extremamente complicado conseguir informações sobre a indústria de entretenimento japonesa – uma parte que sempre me interessou nos tokustasu. Tinhamos que garimpar livros do Japão escritos numa linguagem que o meu nível de entendimento do japonês na época jamais decifraria (comecei a estudar japonês, aliás, com esses livros). Portanto, era muito empolgante encontrar gente engajada nas mesmas idéias que as minhas e a Oriental Cinema, a Markalite, etc, simbolizam bastante, pra mim, essa época.

Depois de remexer nessas coisas, fiquei realmente a fim de fazer uns projetos antigos sobre tokusatsu. Já estou até meio que colocando a mão na massa num deles. Vamos ver se dá tempo de tocar no ritmo que eu quero!


Ações

Information

8 responses

30 08 2008
sarah-chibi

lol!!Sei como é isso..lembro dos meu 4 aninhos de idade em ke nem sabia ler, mais minha mae sempre tinha que me trazer uma animax pra eu ficar vendo os desenhos!!Pq depois de gerreiras mágicas eu so queria desenhar mangá *__*.
Minha mae chegou a comprar um bonequinho bem falseta de changeman pra mim…lembro que eu amava!!!
so quando fiz uns 6 anos que comecei a ler mais que eu parei pra ler essas revistas..e sempre tinha uma coisa e outra de toku..sempre gostei..mas procurar..nem dava….Ç_Ç, fikei so no Power rangers mesmo e umas reprises de flashman,jyraya e changeman.

Quero ver esses seus projetos *__*!!!Ganbatte!!
Até lembrei que tenho que desenhar mais paginas do meu mangá..ele é de super sentai *__*.

Eposta outro poadcast menino!!Ta td mundo desesperado por outro XDD
kissus!!=**

30 08 2008
DIOgo...JET

Nossa mo loko….eu me lembro tmb de minha infancia e era um pouco precido com a sua cruz….eu axo que as vezis eu vivo do passado com aquela baita saudade das coisas antigas….eu tmb tenho muitas coisas aqui como VHS, fita K7, vinil, revistas etc… NOSSA que epoca era aquela hein…rss.
Hoje eu guardo meu passado com muito carinho eu nem tem como esquece-lo
…hehehe…..abraços

30 08 2008
Mari

nossa… eu tb tenho umas historias engraçadas de ficar caçando “tesouros” na cidade😄
enfim…resolver fazer projetos antigos dps de mto tempo eh mto legal… eu tb peguei um projeto antigo pra fazer com meu primo… mas o meu tem a ver com rpg xD’
uahauhauh…. sorte da sarah-chan q ainda conseguiu uns bonekinhus legais…. nem isso eu consegui xD”
era soh power ranger msm… pelo menos a minha main tb gostava de assistir jaspion… ai non tinha briga Ç-Ç’
bom… boa sorte com seus projetos … espero q eles dêem certo =D
kissus ^3^/

31 08 2008
Deyvisson (Shini)

Legal, mexer nos arquivos e voltar no tempo é sempre legal, minha coleção divina era a da revista Herói, que na maioria das vezes falava de cavaleiros AHEUEEAH
Eu morava no interior, era tenso achar algo de tokusatsu, só a manchete para me salvar mesmo! O maximo que conseguia eram bonequinhos de 2,99 dos personagens dos animes mais famosos. Meu sonho era ir naquele show do jaspion.
Era show de bola, sinto saudades do tempo de discada em que conseguir uma musica na web era muito tenso, ainda mais oriental😛

Bons tempos que nao voltam mais

1 09 2008
Michel Matsuda

Bons tempos, né Ricardo? A pesar da dificuldade na obtenção de material e informação, se comparado aos dias de hoje, era muito divertido essa caça ao material. Parecia que tínhamos encontrado a mina de ouro. Por mais que fossem fitas com a imagem ruim, era o que se tinha na época. Por falar nisso, você está lembrado daquela vez, em 97, que eu te passei o endereço daquela locadora Sansei Video, em Pinheiros, você foi atrás, encontrou e reuniu a galera? Fomos eu, você , o Rodrigo, o Koji e o Serginho conferir as “maravilhas” dessa locadora. Eu me arrependo de ter pago 9 reais para ficar sócio e jamais ter alugado nada. Como eu morava longe, não compensava a condução (dois ônibus+metrô). Tá cheio de histórias interessantes dessa época. Ah, e boa sorte com os projetos sobre tokusatsu. Você é fera!

1 09 2008
Jean Carlos

Sei bem o que é isso.Agora image voce,eu aqui no interior de minas gerais…
So pudia me contentar com a publicaçoes nacionais.Mas ta valendo tokusatsu na veia.é isso ai.
Aproveita pra dar continuidade ao projeto gyodai.no making off do dvd do jam projec,vi voce e o fukuyama na praia onde foi filmado changeman.voce fez ate pose na montanha.aproveita para compartilhar conosco um pouco disso.

9 09 2008
Aniki

Então você era praticamente um arqueólogo quando o assunto era tokusatsu hehehehehe

Dessa época eu só comprava umas poucas VHS que encontrava na Liberdade ou trombava em algum sebo. Fanzine se eu lia o Ultramaniacs era muito

Ah, sim. Também me lembro de uma antiga livraria na São João, a Muito Prazer, onde vi alguns números da revista americana Sentai(que era totalmente dedicada ao gênero, além de explicar aos americanos sobre as versões sabanizadas

17 09 2008
Ricardo Cerdeira

Eu só fui “descobrir” a Liberdade no ano 2000, quando comecei a acessar a internet. Até então, nunca tinha me passado pela cabeça que poderia encontrar material de série inéditas no Brasil. O máximo que conhecia até então era a loja Comics, que cobrava verdadeiras fortunas por fitas com episódios de séries antigas.

Lembro da alegria de ter achado uma locadora japonesa (esqueci o nome, fica relativamente perto do metrô Liberdade, em uma espécie de mercado) que tinha fitas com episódios de Agito e Gaoranger, as séries da época. A qualidade dos episódios era até boa, o problema é que muitas vezes eles vinham pulados.

Realmente a internet facilitou bastante a obtenção de material, mas tirou um pouco da emoção de garimpar por essas preciosidades.

Só um pequeno reparo: quem escreveu o livro sobre o Eiji Tsuburaya foi o August Ragone.

Aproveito para parabeinizá-lo pelo blog. E já faço votos para que esse projeto seja algo na linha da Gyodai ou do Awika.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: